60 anos do Movimento de Cultura Popular do Recife é tema de exposição na Fundaj

Mostra Mutirão será aberta ao público a partir de 15 de maio, na Galeria Vicente do Rego Monteiro, campus Ulysses Pernambucano da instituição, no Derby.

Há 60 anos os subúrbios recifenses ferviam com projetos de educação e cultura. Há 60 anos o golpe civil-militar acabou com o Movimento de Cultura Popular (MCP), que dava acesso a essas ações de educação e de cultura a fim de transformar a paisagem social do Recife. Iniciativa que contou com o apoio de intelectuais, educadores, artistas, estudantes e da sociedade civil, o MCP é tema da exposição Mutirão, promovida e produzida pela Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), por meio da Unidade de Artes Visuais, de sua Diretoria de Memória, Educação, Cultura e Arte (Dimeca).

Com curadoria de Moacir dos Anjos, coordenador-geral do Museu do Homem do Nordeste (Muhne), a mostra vai ocupar a Galeria Vicente do Rego Monteiro, campus Ulysses Pernambucano da Fundaj, no Derby, com inauguração na quarta-feira (15/05), com visitação a partir da quinta-feira (16). “No Recife, em 1960, um grupo heterogêneo de pessoas se juntou com um objetivo comum e principal: combater o analfabetismo que afligia a maioria das crianças e adultos pobres na cidade. Condição que estreitava os futuros possíveis dos mais novos e mantinha os mais velhos presos a empregos mal remunerados, além de impedidos de participar de eleições – à época, somente pessoas alfabetizadas possuíam direito a voto. Uma situação que reproduzia e ampliava desigualdades entre habitantes de um mesmo território”, assinala o curador.

Mutirão reúne mais de 200 itens pertencentes a diversas coleções públicas e privadas, incluindo fotografias, folders, cartazes, documentos, filme, objetos, jornais, livros e obras de artistas de algum modo associados ao Movimento de Cultura Popular, tais como Abelardo da Hora, Francisco Brennand, Guita Charifker, Maria Carmen e Wilton de Souza. “A exposição Mutirão apresenta uma história possível do MCP apoiada em fotografias, documentos e trabalhos de artistas que dele faziam parte. Oferece testemunho da construção de um futuro partilhado que, por breve momento, parecia ter chegado. E que, justamente por sugerir que outros arranjos sociais de vida eram possíveis, foi forçado a recuar”, diz o texto curatorial.

Essa história, observa Moacir dos Anjos, atualiza, “no tempo de agora, desejos de escrever a própria vida que foram frustrados. História que não se pode repetir, mas que inspira a invenção do que é hoje necessário”. A partir de quinta-feira (16/05), a visitação à exposição Mutirão pode ser feita das terças aos domingos e feriados, das 13h às 17h. A programação pública associada à mostra (debates, exibição de filmes) será anunciada em breve. Ao final, será publicado um catálogo.

A presidenta da Fundaj, a professora doutora Márcia Angela Aguiar, destaca a importância histórica do Movimento e o repasse do que ele representou para as futuras gerações. “O Movimento de Cultura Popular está inscrito na história do Brasil e é fundamental que as novas gerações conheçam de perto este marco”, ressaltou.

Já a responsável pelo Núcleo de Artes Visuais da Fundaj, Ana Carmen, comemorou a pesquisa sociopolítica e artística que resultou na exposição. “Mutirão nos apresenta o envolvimento de uma coletividade em prol de uma grande parcela de nossa população que se encontrava à margem da educação e da cultura artística”, celebrou.

MCP

O Movimento de Cultura Popular, uma sociedade civil autônoma com propósitos culturais e pedagógicos, foi produto de amplo e plural debate promovido pelo então prefeito do Recife, Miguel Arraes, com intelectuais de esquerda, liberais e a igreja católica progressista sobre formas de enfrentar a miséria e o analfabetismo. Inspirado no movimento francês Peuple et Culture, o Movimento tinha o apoio de intelectuais, educadores, artistas, estudantes, representantes da igreja católica e do Partido Comunista Brasileiro.

Na sua formação, o MCP atuava nos subúrbios do Recife. Além de um programa de alfabetização de adultos, o Movimento se estendeu a outros campos, com ações como criação de galeria de arte e treinamento artistas e artesãos, formação de grupo experimental de teatro (colocando em palco questões que antes não eram encenadas), construção de praças, centros de cultura, semanas estudantis, festas dedicadas ao folclore, seminários e congressos sobre temas ligados à cultura.

A metodologia utilizada pelo MCP para alfabetizar adultos deu origem a material didático próprio, baseado na realidade dos alunos, o “Livro de Leitura para Adultos”. Posteriormente, o educador Paulo Freire revolucionou esse método, abolindo as cartilhas e incorporando a cada grupo de alfabetização os elementos específicos de sua realidade. Assim como novas linguagens de teatro e de cinema, a “Pedagogia do Oprimido” de Paulo Freire teve origem no Movimento. Com a eleição de Arraes ao Governo de Pernambuco, em 1962, a ideia era expandir o Movimento de Cultura Popular para o interior do Estado, ação que foi interrompida com o Golpe Civil-Militar de 1964.

Serviço:

Exposição Mutirão
movimento de cultura popular [1960-1964]
Galeria Vicente do Rego Monteiro
Campus Ulysses Pernambucano
Rua Henrique Dias, 609,
Derby Recife-PE

Abertura: 15 de maio, 18h às 22h
Visitação: 16 de maio a 3 novembro de 2024
Terça a domingo e feriados, das 13h às 17h

Carlos Brandão: Unidade e parceria pelo bem comum

Desde o início de nosso governo, temos trabalhado um lema que diz muito sobre nossa trajetória: unidade e parceria. Sempre procuramos – com muito diálogo e compreensão de que só crescemos se estivermos todos juntos em um mesmo propósito – pensar nossas ações de maneira conjunta. Esta abordagem é essencial para alcançarmos os objetivos coletivos e promovermos o bem-estar de todos os maranhenses. Acreditamos firmemente que a unidade política e de pensamentos, somada a uma colaboração estreita entre os diferentes níveis de governo, é fundamental para enfrentarmos os desafios e aproveitarmos as oportunidades que se apresentam.

Na última quarta-feira (8), em mais uma audiência com o presidente Lula, estreitamos ainda mais uma relação que nos tem sido de muita ajuda na tarefa de governar. Com ações concretas, estamos levando mais qualidade de vida a milhares de cidadãs e cidadãos por todo o estado. Recentemente, o Maranhão se tornou o estado mais beneficiado pelo programa Minha Casa, Minha Vida Rural, com previsão de receber R$ 46 milhões somente para saneamento rural. No Novo PAC Seleções, para as áreas de saúde, educação, cultura e esporte, já havíamos garantido investimentos para a realização de 426 obras em 185 municípios. Agora, ainda no Novo PAC Seleções, mas nos eixos Água para Todos e Cidades Sustentáveis e Resilientes, conseguimos mais 42 equipamentos e obras que chegarão a 39 cidades.

Muito disso, também, é fruto do trabalho incansável de uma equipe de governo que planeja o Maranhão 24 horas por dia sem pensar se uma cidade é governada por partido A ou B. O que nos interessa é o bem-estar do maranhense. Quando todos os membros do governo compartilham uma visão comum e trabalham juntos, em direção a objetivos coletivos, somos muito mais eficazes em enfrentar os desafios; sejam eles econômicos ou sociais.

A parceria com a União é fundamental para garantir recursos e apoio para iniciativas de grande escala que beneficiam todo o estado. Mas não podemos deixar de ressaltar o que temos conseguido no âmbito local. Nossa proximidade com as cidades tem nos trazido excelentes resultados. E nossa participação na abertura do II Congresso Estadual do Municipalismo Maranhense, promovido pela Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), deixou isso muito claro. Trabalhar em parceria com os gestores municipais tem sido essencial para que as políticas públicas cheguem aos maranhenses. Ainda mais com o auxílio de uma gestão que conseguiu unificar a federação, ao ponto de ter todos os municípios do estado federados pela primeira vez na história. Aliás, a atuação da diretoria da entidade, sob o comando do presidente Ivo Rezende, conseguiu elevar a Famem a um outro patamar; tanto que ele se tornou vice-presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM). Outro feito inédito.

Sou um governador sertanejo, municipalista convicto e que faz questão de estar nas cidades, entregando obras e realizando ações. Mas, sobretudo, conversando com as pessoas. Afinal, um governo verdadeiramente eficaz não é apenas aquele que administra, mas aquele que ouve atentamente as vozes e as necessidades de suas cidadãs e cidadãos. E, assim, todo o trabalho realizado em nosso governo é pensado, planejado e executado com o objetivo final do bem comum. Cada política, programa e projeto são avaliados com base em seu potencial para melhorar a vida dos maranhenses e promover o desenvolvimento sustentável. Mas para que isso se transforme em resultados práticos, precisamos continuar trabalhando juntos; tanto dentro do governo quanto com os municípios e a União. Assim, podemos continuar construindo um futuro melhor e mais próspero para todos os maranhenses.

*Governador do Maranhão

Polo turístico da Floresta dos Guarás, participou do congresso da Famem

Os dez municípios do Pólo Turístico da Floresta dos Guarás foram representados na I Mostra de Turismo Maranhense, durante o II Congresso Estadual dos Municípios, realizado pela FAMEM. O Consórcio Conguarás foi representado pelo Presidente João Martins (Bequimão) e a participação dos prefeitos Amaury Almeida (Mirinzal), Oswaldo Gomes (Guimarães) e Fernando Cuba (Cedral).

Na oportunidade exibimos nossa riqueza cultural e turística através de artesanato, vídeos, fotos e muito mais. Agradecemos a Instância de Governança Regional do Pólo Turístico da Floresta dos Guarás, que se fez presente através dos secretários municipais de cultura e turismo da região, além de empresários do trade turístico local e fazedores da cultura popular do litoral norte ocidental. Juntos, estamos impulsionando o desenvolvimento turístico da nossa região.

 

Bequimão presente no 2º Congresso Estadual do Municipalismo Maranhense!

💬 O prefeito João Martins, acompanhado do secretário municipal de Cultura e Turismo, @sergiorodrigomartins, e comitiva, marcou presença na abertura do 2° Congresso Estadual do Municipalismo Maranhense.

🏛️ O evento, promovido pela Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), reuniu líderes estaduais, como o governador Carlos Brandão, para discutir o futuro dos municípios maranhenses. Com mais de 2.200 participantes, o primeiro dia foi repleto de debates e parcerias em prol do desenvolvimento municipal.

💡 Bequimão também se destacou na 1ª Mostra de Turismo Maranhense, levando nossa cultura e artesanato para o centro das atenções. Uma oportunidade incrível para mostrar nossas potencialidades e buscar soluções para os desafios locais.

Municipalismo forte se faz com a participação de todos!🤝

O @prefeitoaldolopes esteve nos dias 7 e 8 de maio, no 2⁰ Congresso Estadual do Municipalismo Maranhense, realizado no Multicenter Sebrae, na capital São Luís. O Congresso visa fortalecer a interlocução entre as esferas Municipal, Estadual e Federal para o desenvolvimento do Turismo e Cultura no Estado do Maranhão. A programação contou com palestras, oficinas, debates e exposições e tem como objetivo a interlocução eficaz entre as três esferas, visando o fortalecimento das parcerias e a identificação de soluções para os desafios enfrentados pelos municípios.

Agradecemos o empenho dos Secretários Municipais: Ademilton Ramos e Delvandro Diniz; dos coordenadores: Marcelo Oliveira e Adson Cadete; e toda a equipe da @semactur_cpu e @cultura_cururupu assim como a participação da artesã cururupuense, Jacemira Reis. O esforço de todos foi crucial para levar o nome de Cururupu e suas riquezas mais uma vez para todo o estado do Maranhão.👏👏👏

Assembleia aprova projeto que concede medalha Manuel Beckman ao ministro Alexandre de Moraes

A Assembleia Legislativa aprovou, em primeiro turno, na sessão plenária desta quinta-feira (9), o Projeto de Resolução nº 094/2024, que dispõe sobre a concessão da medalha do Mérito Legislativo “Manuel Beckman” ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.

Relatada pelo líder do Governo na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), a proposição teve parecer favorável.

No encaminhamento da votação, o líder do Governo fez questão de registrar a posição do governador Carlos Brandão (PSB), favorável à homenagem ao ministro do STF.

“O governador Carlos Brandão é um estadista e comunga desse sentimento de reconhecimento a contribuição do ministro Alexandre de Moraes à democracia brasileira”, destacou.

A matéria foi apresentada pelos deputados Othelino Neto (Solidariedade), Iracema Vale (PSB), Neto Evangelista (União), Roberto Costa (MDB), Antônio Pereira (PSB), Zé Inácio (PT), Davi Brandão (PSB), Francisco Nagib (PSB), Júlio Mendonça (PCdoB), Aluizio Santos (PL), Glalbert Cutrim (PDT), Jota Pinto (Podemos) e Cláudia Coutinho (PDT). A votação em segundo turno será na próxima sessão plenária.

Votaram contra os deputados Alan da Marissol (PRD), Mical Damasceno (PSD), Yglésio Moyses (PSB), Ricardo Seidel (PSD) e Dra. Vivianne (PDT). O deputado Soldado Leite (PSD) se absteve.

*Alexandre de Moraes*
Alexandre de Moraes nasceu em São Paulo (SP). É graduado pela tradicional Faculdade de Direito do Largo de São Francisco – Universidade de São Paulo (Turma de 1990), onde também obteve o Doutorado em Direito do Estado (200) e a Livre-docência em Direito Constitucional.

Exerce o magistério na Universidade Presbiteriana Mackenzie, onde é professor titular pleno na Escola Superior do Ministério Público de São Paulo e na Escola Paulista da Magistratura.

Foi ministro de Estado da Justiça e Cidadania e de Segurança Pública. Em março de 2017, tomou posse no cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), na vaga decorrente do falecimento do ministro Teori Zavascki, após aprovação pelo Senado Federal e nomeação pelo Presidente Michel Temer. Exerceu o cargo de presidente do Superior Tribunal Eleitoral (TSE).

Cururupu esbanja potencial na mostra da FAMEM

A diversidade cultural e turística foi o destaque de Cururupu no 2° Congresso Estadual do Municipalismo Maranhense. Ao prefeito Aldo Lopes e ao secretário de Turismo, Ademilton Moreira Ramos, coube apresentar a riqueza que o município detém, ainda não plenamente explorada para render os dividendos que possam proporcionar vantagens econômicas e sociais à estrutura do governo e ao bem-estar da população. “Mas estamos caminhando para tornar este conjunto de bens determinante ao nosso progresso econômico e social”, anuncia o prefeito.

Aldo Lopes enalteceu a iniciativa do presidente da FAMEM, Ivo Rezende, por oportunizar a mostra e permitir sua apresentação, divulgando a criação e as belezas naturais que, no seu caso, são grande relevância e histórica tradição. Ele destacou os festejos populares que atraem visitantes de longínquas paragens. No stand, farto figurino das manifestações esteve exposto. O secretário divulgou as localidades turísticas de expressão como Ilha dos Lençóis, as praias, a Floresta dos Guarás, entre outras.

Encontros municipais promovem interação

O prefeito de Junco do Maranhão, Antônio Filho, considerou de igual importância os encontros municipais maranhense e nacional (este patrocinado pela Confederação Nacional dos Municípios – CNM – que se constitui na anual Marcha para Brasília). Para ele, a importância está na interação entre autoridade de vários níveis, na troca de experiências entre gestores de diversos graus de responsabilidade e no conhecimento que, sobre programas e projetos, é proporcionado aos administradores municipais.
Também ele viu na iniciativa do presidente da FAMEM, Ivo Rezende, a oportunidade de serem abertos mercados novos para o potencial que os municípios maranhenses detêm, mas com alguma dificuldade em colocá-los na mídia nacional para obterem a vantagem econômica que lhes podem proporcionar. “O congresso acaba sendo um grande mostruário de apresentação de nossas principais riquezas naturais e originadas da criação humana. Esta reunião é uma iniciativa louvável do presidente Rezende”. Filho não detalhou o que apresentou na mostra, mas confessou satisfação como resultado

Primeira Cruz divulga artesanato e turismo na mostra da FAMEM

Estamos tendo a oportunidade de apresentar nosso potencial turístico e artesanal nesta iniciativa do nosso presidente Ivo Rezende”, Assim, o prefeito de Primeira Cruz, Nilson do Cassó entende a importância do 2° Congresso Estadual do Municipalismo Maranhense, que, durante dois dias, ocupou as dependências do Multicenter SEBRAE. As gestões municipais reuniram farto material e atraíram seus produtores culturais numa mostra do que pode ser visto pelos seus visitantes.

No caso de Primeira Cruz, artesanato e turismo, que são o forte do potencial municipal, atraíram a atenção dos que passaram pelo stand do município, que tem posição privilegiada no contexto turístico estadual e reúne um acervo artesanal já de expressivo reconhecimento nacional e internacional. Cassó destacou a troca de experiência que a “ideia louvável” de Rezende proporcionou com o congresso

Iracema destaca visita de Brandão a Lula para dialogar sobre investimentos para o Maranhão

A presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputada Iracema Vale (PSB), destacou como positiva a visita do governador Carlos Brandão (PSB) ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no Palácio do Planalto, em Brasília, nesta quarta-feira (8).

“Momento marcado pela cordialidade e diálogo produtivo, onde o governador abordou questões fundamentais para o desenvolvimento do estado, destacando projetos de infraestrutura viária, habitação e investimentos federais”, afirmou Iracema.

Durante a reunião, Brandão ressaltou a importância das obras de revitalização das rodovias federais que cortam o Maranhão. “O presidente recebeu com muita sensibilidade nossas demandas de melhorias das condições das BRs no Maranhão, para garantir mais segurança na mobilidade dos cidadãos. Não tenho dúvidas de que nossa forte parceria com o governo federal vai continuar garantindo o atendimento das necessidades do nosso estado”, afirmou o governador.

Além disso, Brandão também formalizou um convite para que o presidente Lula visite o estado e inaugure as próximas obras federais, fortalecendo ainda mais a parceria entre os governos federal e estadual.

O governador aproveitou a oportunidade para agradecer pelos projetos aprovados no Novo PAC Seleções para infraestrutura e abastecimento de água nas cidades maranhenses, além de investimentos realizados no programa Minha Casa, Minha Vida, que resultaram na entrega de 868 moradias no município de Chapadinha, pelo ministro de Cidades, Jader Filho. Além disso, agradeceu pela conclusão da BR-226, em Timon, uma demanda de mais de cinquenta anos dos moradores do local, que foi entregue com a presença do ministro dos Transportes, Renan Filho.

Outro ponto de destaque da audiência entre Lula e Brandão foi o diálogo sobre o cenário político estadual e nacional, evidenciando a importância da unidade e da colaboração entre os diferentes atores para o processo eleitoral.

O encontro reforça o compromisso mútuo dos dois líderes, Brandão e Lula, com o desenvolvimento do Maranhão, consolidando uma agenda de parcerias e investimentos que visa atender às demandas da população e impulsionar o crescimento econômico e social do estado.