Carlos Brandão: Fé e gratidão

Prometo ser breve no artigo de hoje. Mas não posso deixar de escrever sobre a emoção que senti ao pisar o solo do Maranhão, novamente. Voltar para casa foi o grande presente que recebi nos últimos dias. Um presente divino, depois de 44 dias de internação. Um período que teve funções bem maiores do que reabilitar o meu corpo. Serviu também como reflexão e renovação da minha fé. Agradeço muito a toda atenção que me foi dada pelos profissionais de saúde que estavam comigo. Médicas e médicos; enfermeiras e enfermeiros; técnicas e técnicos de enfermagem que se revezavam na tarefa de me deixar o mais seguro possível.

Recebi inúmeras mensagens de apoio enquanto me recuperava. A gratidão por tanta positividade não tem tamanho. E uma frase não saía de minha mente: “O primeiro passo para a cura é acreditar que vai conseguir”. Pronto! Estamos aqui, com muita vitalidade e vontade de recuperar o tempo que passei longe. De cara, já inauguramos Praça da Família; entregamos cartões para pagamento de bolsa a 2.000 participantes do programa Jovem Ambiental da Região Metropolitana de São Luís; entregamos a primeira Agência Previdenciária do Estado e a nova sede do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado do Maranhão; e entregamos, também, a segunda etapa do Hospital da Ilha. São mais 59 leitos de enfermaria e 33 de UTI, em um complexo de 30 mil m², uma das maiores estruturas públicas de saúde do país.

Nestes dias de reencontros, tenho mantido atividade intensa. E grande foi minha felicidade ao visitar o Arraial do Ipem, constatando o quão nossa festa tem impressionado visitantes e resgatado a autoestima de nossos brincantes. Sem contar com a movimentação de nossa economia.
Mas como já havia escrito: serei breve mesmo. Este é apenas um registro, acima de tudo, de agradecimento. A Deus, à minha família, aos meus amigos e a todos os maranhenses que torceram por minha recuperação e me encheram de força para continuar escrevendo uma história cheia de dedicação ao Maranhão. Vamos ao trabalho! O Maranhão não pode parar!

*Governador do Maranhão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.