Concurso da Fundaj premiará práticas pedagógicas para convivência com semiárido brasileiro

As três primeiras colocadas ganharão premiação em dinheiro, enquanto as quinze melhores serão divulgadas em uma coletânea em formato de e-book.

Mais uma iniciativa da Fundação Joaquim Nabuco para aprimorar a educação no Semiárido brasileiro. A Fundaj lança a 1ª Edição do Concurso de Boas Práticas Pedagógicas em Educação Contextualizada para a Convivência com o Semiárido Brasileiro. Serão premiadas as três melhores práticas pedagógicas inscritas. Além disso, as 15 melhores colocadas serão publicadas em uma coletânea, em formato de e-book, pela Editora Massangana. As inscrições estarão abertas de 24 a 30 de novembro.

A educação contextualizada no Semiárido busca adaptar conteúdos escolares à geografia local, à cultura e às especificidades do lugar. Estimulando assim, um novo olhar sobre a região. Dessa forma, a ideia do concurso é selecionar textos que apresentem práticas pedagógicas que discutam o processo de utilização dos conteúdos curriculares na compreensão científica do semiárido (suas especificidades e potencialidades). A iniciativa é promovida pelas Diretorias de Pesquisas Sociais (Dipes) e de Formação (Difor) da Fundaj.

“A convivência com o semiárido requer a elaboração de práticas pedagógicas em conteúdos curriculares que unem a escola à realidade da região. Educadores e alunos devem ter oportunidade de, por meio de novas práticas, entender e expressar em materiais didáticos, cenários e vivências do Semiárido brasileiro”, afirmou a coordenadora do Centro de Estudos em Dinâmicas Sociais e Territoriais (Cedist) da Fundaj, Alexandrina Sobreira.

Podem se inscrever no concurso práticas pedagógicas desenvolvidas em qualquer município que compõe a região Semiárida brasileira, ou seja, abrangendo os estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. É preciso também que o candidato inscreva apenas uma Prática Pedagógica e que tenha a idade mínima de 18 anos, até a data de inscrição. Como premiação, o 1º colocado ganhará 15.000,00 (quinze mil reais), o 2º, 12.000,00 (doze mil reais) e o 3º, 10.000,00 (dez mil reais).

A Comissão Julgadora avaliará os seguintes critérios: criatividade, originalidade, relevância para a convivência com o Semiárido, adequação do conteúdo à realidade do Semiárido, e a implementação no cotidiano escolar. Serão selecionadas as 15 melhores práticas pedagógicas para o e-book, sendo as três mais bem colocadas premiadas em dinheiro.

Além de identificar e premiar, o concurso busca difundir e estimular outros educadores e/ou escolas para que elaborem novas práticas pedagógicas, com base na Educação Contextualizada para a Convivência com o Semiárido. Contribuindo assim para a implementação de uma nova educação nessa região. Dúvidas e informações referentes ao Edital poderão ser atendidas, por meio do e-mail: [email protected]

Serviço:

1ª Edição do Concurso de Boas Práticas Pedagógicas em Educação Contextualizada para a Convivência com o Semiárido Brasileiro

Premiação: 1º Lugar: 15.000,00 (quinze mil reais); 2º Lugar: 12.000,00 (doze mil reais) e 3º Lugar: 10.000,00 (dez mil reais).

Período de inscrições: 24 a 30 de novembro de 2022.

Publicação do resultado: 14 de dezembro de 2022.

Inscrições pelo site da Fundaj.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.