Prefeitura de Cururupu realiza caminhada para chamar atenção contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

Prefeitura de Cururupu realiza caminhada para chamar atenção contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

A Prefeitura de Cururupu, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania e, demais órgãos parceiros e integrantes da rede de proteção dos direitos das crianças e adolescentes, tais como o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Conselho Tutelar, Poder Judiciário, Secretaria de Educação, Secretaria Extraordinária da Mulher e Secretaria Municipal de Saúde, afim de chamar a atenção da sociedade para um assunto preocupante, realizará uma grande caminhada alusiva à Campanha Faça Bonito, com o tema “Todos Contra o Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes” em referência ao Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, que acontece em 18 de maio.

A caminhada vai acontecer no próximo dia 18 de maio (quarta-feira), começando às 07:00h da manhã, com concentração na Praça da Família, localizada no bairro de Areia Branca. O encerramento está confirmado para acontecer no centro da cidade, na Praça da Matriz. A população está convidada a participar desse grande momento de mobilização e sensibilidade para a proteção das crianças e adolescentes.

Em todo o Brasil, estados, municípios, setor empresarial e organizações da sociedade civil aderem à campanha para convocar a sociedade a assumir a responsabilidade de prevenir e enfrentar o problema da violência sexual praticada contra crianças e adolescentes no Brasil, em Cururupu isso não será diferente.

18 DE MAIO

A data foi escolhida como dia de mobilização contra a violência sexual porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. A proposta do “18 DE MAIO” é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.