PF pediu o afastamento do prefeito de Santa Helena, Zezildo Almeida por envolvimento em esquema de fraude em licitações

A Polícia Federal juntamente com a Controladoria-Geral da União (CGU) realizou na manha de hoje (16) a Operação Contabilista, com a finalidade de desarticular grupo criminoso organizado para promover fraudes licitatórias e irregularidades contratuais no âmbito do Município de Santa Helena/MA envolvendo recursos públicos federais (PNATE e FUNDEB) disponibilizados para o custeio do serviço de transporte escolar.

Segundo os delegados da Polícia Federal, foi feito pedido o afastamento de 4 servidores públicos além do prefeito do município de Santa Helena, Zezildo Almeida por estarem diretamente envolvendo nas fraudes de licitação do município de transporte escolar no município, porém o pedido foi negado.

De acordo a PF, a empresa, principal alvo da operação, tinha como contador o próprio prefeito do município, onde a mesma era favorecida para ganha contratos no transporte escolar.

Ainda de acordo com os delegados, o dinheiro que era repassado para a empresa através de pagamentos por serviços prestados, voltava para a conta de servidores do município diretamente ligado a Zezildo Almeida, como chefe de gabinete do prefeito e assessores especiais do prefeito.

De acordo com CGU, só no último período foram movimentados cerca de R$ 250 mil na conta de dois servidores ligado a Zezildo Almeida.

Segundo PF, apesar da existência da empresa, a mesma não possuía capacidade técnica para cumprir com os contratos. Os delegados afirmaram que foi montado todo um esquema para empresa ganhar todos os contratos de transporte de alunos no município desde o ano de 2016, quando então o prefeito Zezildo Almeida assumiu o comando do município.

Foram cumpridos mandando de busca a apreensão na casa de servidores no município de São Luís e Pinheiro, além da casa do prefeito Zezildo Almeida em São Luís.

Polícia Federal afirma que a empresa movimentou mais de R$ 6 milhões da prefeitura de Santa Helena desde 2016.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.