830 crianças participaram de oficinas do Museu durante o Natal

Projeto Oficinas Educativas se estenderá em 2022 e deverá se desdobrar em parcerias

Neste mês de dezembro, ao fim da programação do Natal dos Bons Ventos da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), o espírito festivo tão característico desta época do ano rendeu um saldo positivo à tenra idade através das oficinas infantis promovidas pela Instituição. Dos dias 6 a 19 de dezembro, orientados pela equipe educativa do Museu do Homem do Nordeste, aproximadamente 830 crianças foram contempladas pelas mais de 22 oficinas natalinas de criação, estimuladas pela Coordenação de Ações Educativas e Comunitárias do Muhne. Com duração média de 1h30 para cada ação, entre a realização das duas atividades de produção, distribuição do material educativo, assim como apresentação do projeto, as oficinas educativas atenderam comunidades diversas.

A meninada da Casa da Criança Marcelo Asfora foi a primeira a participar das atividades, seguidas pelas crianças da Biblioteca Comunitária Palmira Gregório, Comunidade Coque, Comunidade Peixinhos (Olinda), ONG Impacto (Jardim Piedade), Engenho Massangana, Comunidade Areal, Alto São Miguel (Abreu e Lima), Loteamento Bonfim (Igarassu), Lar Paulo de Tarso, além da Comunidade Córrego do Jenipapo. A coordenadora do Educativo do Muhne, Edna Silva, explica que o projeto Oficinas Educativas é uma iniciativa que se estenderá mesmo após a programação do Natal dos Bons Ventos da Fundaj. O planejamento é que estes grupos que participaram do evento sejam parceiros da Coordenação de Ações Educativas e Comunitárias do Muhne e Engenho Massangana ao longo das atividades programadas para o ano de 2022.

A coordenadora incrementa que esse projeto marcou de forma muito satisfatória a retomada das ações presenciais desenvolvidas pela coordenação após quase dois anos de iniciativas estritamente virtuais. Ainda que adequando o planejamento aos protocolos pandêmicos de convívio, à volta do contato mais direto com o público trouxe bom ânimo. “A possibilidade de estabelecer contato mais próximo com nossos vizinhos ou ainda com grupos que até então não tínhamos tido contato, bem como poder promover ações educativas de qualidade com públicos de interesse desta coordenação, foi muito importante”, atesta Edna. Outro ganho potencial deste projeto de Oficinas Educativas foi o desenvolvimento e distribuição do Caderno Didático sobre Joaquim Cardozo para todas as crianças que participaram das oficinas. O poema “Congresso dos Ventos”, de Cardozo, inspirou a edição natalina da Fundaj neste ano.

O material foi distribuído juntamente com exemplares das Revistas Passatempo com o Muhne e Passatempo Massangana, publicações com jogos educativos que abordam temas e sujeitos presentes nos roteiros de mediações do Muhne e Engenho Massangana. “Este material apresenta um potencial significativo considerando que são, primordialmente, materiais didáticos que poderão oferecer apoio para atividades desenvolvidas por escolas públicas e privadas”, diz Edna. Ademais, a confecção de bolsas retornáveis, a partir do reaproveitamento de lonas de materiais gráficos de eventos diversos da Fundaj, foi importante, uma vez que potencializou o diálogo junto aos participantes de temas como meio ambiente e uso sustentável de recursos estando assim de acordo com outras ações da própria instituição para promoção de consciência ambiental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.