Carlos Brandão: A história sendo escrita a cada obra

Tenho procurado, por meio de artigos semanais, retratar algumas experiências que vivencio durante as tantas andanças por nosso estado. São momentos que nossa gente escreve. Essa semana, em Timon, durante o lançamento da construção de quatro pontes na MA-040, que liga a cidade ao município de Matões, um depoimento emocionado nos tocou bastante. Dona Maria do Espírito Santo, moradora há décadas da região, não acreditava que o sofrimento que hoje enfrenta para se deslocar para uma das cidades, vai acabar. Estamos falando de uma cidadã em um local distante da realidade da maioria dos maranhenses. Cidadãs e cidadãos que, antes, estavam esquecidos. Como sempre digo, os efeitos de um governo feito para todos só sentiremos, realmente, daqui a algum tempo. Neste caso, são R$ 12 mi investidos em uma estrada muito importante para os Cocais e que vai mexer com a vida de milhares de maranhenses.
Outra obra que destaco – e que vistoriei recentemente – é a ponte Central do Maranhão/Bequimão, que vai facilitar o acesso do terminal do Cujupe às regiões da Floresta dos Guarás, Baixada Maranhense e Litoral Norte Ocidental do Maranhão. Uma obra com cerca de 600 metros de extensão, de uma complexidade muito grande, mas que segue seu planejamento, para acabar com uma espera de mais de cinquenta anos.

Assim seguimos construindo, a cada dia, a cada nova experiência, a cada nova conquista, a esperança de continuarmos trilhando um caminho que não tem mais volta. Um caminho que nos traz boas notícias toda semana. É o caso do nosso Porto do Itaqui que, agora, faz parte do seleto grupo dos quatro mais importantes portos públicos do país em movimentação de cargas. O ranking da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) mostra ainda que o Porto do Itaqui foi o que mais cresceu entre os nove maiores portos públicos organizados do Brasil. Um resultado conquistado graças à eficiência dos colaboradores da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) e aos parceiros que operam as diversas cadeias produtivas que utilizam o complexo. O Porto do Itaqui tem sido um exemplo de excelência e vai receber um aporte de cerca de R$ 800 mi com o arrendamento de quatro novos terminais destinados à movimentação, armazenagem e distribuição de granéis líquidos. A chegada de novos investidores reflete bem a confiança do mercado na gestão da empresa e, principalmente, no governo do Maranhão.
São vitórias que se somam e se multiplicam diante de expectativas cumpridas e de projetos vitoriosos que surgem por todo o Maranhão. O nosso desenvolvimento deve passar pela satisfação de cada maranhense. Nosso estado segue na direção certa, com um povo de sorriso aberto e com muita vontade de continuar escrevendo essa história.

*Vice-Governador do Maranhão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.