São Luís Gonzaga: Vocês já ouviram falar sobre família acolhedora?

👩‍💼 Através do Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora é possível acolher crianças e adolescentes que foram afastados de suas famílias. E quem acolhe?

São muitos motivos que acabam afastando essas crianças e adolescentes do convívio familiar, tais como, falta de proteção ou abandono. Inclusive, muitas vezes a família não encontra-se apta no atual momento para cumprir suas funções de cuidado e proteção.

✳️ Para ser uma família acolhedora é necessário estar de acordo com os requisitos iniciais. Após avaliação e aprovação, sendo devidamente capacitada para o acolhimento, a família receberá acompanhamento da equipe técnica do Serviço de Acolhimento. Essa é uma ação que muda completamente a vida da criança e de sua família. Portanto, destaco para vocês que o fundamental é ter disponibilidade afetiva e emocional.

✳️ Além disso, é válido informar que a família acolhedora deve sempre colaborar em relação à preservação que deve existir do vínculo e da convivência entre irmãos e parentes, como também, assumir os cuidados rotineiros com o acolhido. Isso inclui: educação, atendimento à saúde, proteção, etc… junto com o apoio da equipe técnica do Serviço.

👧 Os acolhidos são crianças e adolescentes de 0 a 18 anos incompletos, em especial, que por meio da avaliação da equipe técnica do Serviço de Acolhimento, teriam a possibilidade de retornar para as suas famílias. Mesmo isso não se tornando possível, em determinadas situações é possível o encaminhamento para adoção. Saibam que o acolhimento não é considerado uma adoção e possui o prazo máximo de 2 anos. 🧒

*Mais informações no Centro de Referência de Assistência Social – CRAS, ou a Secretaria Municipal de Assistência Social.*

*Construindo Uma Nova História*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.