Festa de Sant’Ana atrai milhares de romeiros a Coelho Neto

Há dois anos interrompidos, por causa da pandemia, os festejos de Sant’Ana, padroeira do município, atraiu milhares de fiéis a Coelho Neto ao longo de 10 dias de celebração. Neste período cumpriu-se a novena e aconteceu a grande procissão, que percorreu as principais ruas do centro da cidade. Também houve intensa programação de entretenimento, com artistas locais e bandas de conceito nacional, no corredor da folia, armado na Praça Duque Bacelar.

O prefeito Bruno Silva, o presidente da Câmara, vereador Rafael Cruz e os padres José Renário, Célio Roberto, Jovanês Vitoriano e Silvio Aparecido (ex-pároco local e atualmente radicado em São Paulo) recepcionaram romeiros e convidados. Entre estes, os deputados André Fufuca (federal) e Glalbert Cutrim (estadual). Ao prestigiarem a celebração, os dois elogiaram a demonstração da comunidade coelho-netense e pediram a proteção da padroeira. A paróquia está sob a liderança dos padres salvatorianos, da congregação do mesmo nome.

Investimento – Para o prefeito, o aparente custoso investimento trouxe dividendos que, rigorosamente calculados, reverteram em lucro para a economia municipal. Os 10 dias de festejos superaram os anteriores três que a celebração já teve, em épocas anteriores. Ele contabilizou a plena ocupação na rede hoteleira, o movimento financeiro no comércio local e nas atividades informais em torno dos 60 barraqueiros que funcionaram no período, com venda de produtos artesanais e comidas típicas da região.

A festa recebeu comitivas de, entre outros municípios maranhense, Duque Bacelar, Buriti, Chapadinha, romeiros de outros Estados e filhos da terra que, morando fora, vieram confraternizar com parentes e amigos. E teve patrocínios importantes, associados ao financiamento oficial: Dalumínio, Escola de Reforço Portal do Saber, Ferro Forte, Ivonete Brito, Academia Tadeu Fitness, Lucinha Lanche, Comercial 2 Irmãos e Restaurante João e Maria, entre outros.

Roteiro – A abertura do festejo (em 16 de julho) foi marcada por grande caminhada, saída do Bairro Bonsucesso (Comunidade São Judas Tadeu) com destino à Praça da Matriz. No trajeto, comitiva de peregrinos juntou-se aos grupos pastorais e movimentos religiosos, acompanhando o mastro e as “capelinhas”. Na chegada houve o levantamento do mastro, que permaneceu postado até o encerramento dia 26 de julho. Na praça também aconteceu a benção da bandeira.

Sob o lema “Com Sant’Ana aprendemos que nossa vocação é graça e missão” foram cumpridos, diariamente, os ritos da novena, com rezas e celebração da Eucaristia (missa), na parte externa do templo. Seguiram-se o movimento no largo, com o retorno dos leilões, e as atrações artísticas, selecionadas ao sabor da preferência popular. No palco, durante os festejos, apresentaram-se: Desejo de Menina, Aderson Torres, Taty Araújo, Calcinha Preta, Mara Pavanelly, Rosa Xote, Garagem Nacional, Lucas Davi, Samyra Show e Jonas Esticado.

Manifestações – Para o padre Silvio Aparecido, representando o Conselho Provincial, foi uma alegria voltar à paróquia e reencontrar companheiros de ordem religiosa e fieis com os quais conviveu em seus tempos de pastorado. Ele reafirmou a opinião geral de que os festejos, este ano, atingiram uma frequência não registrada em celebrações anteriores. “A fé religiosa cristã católica, por aqui, continua forte e abençoada, com natural estímulo da padroeira Sant’Ana”, admitiu.

Os deputados Fufuca e Cutrim exaltaram a fé do povo, parabenizaram os organizadores do festejo, saudaram o povo pela demonstração de fé e aproveitaram para pedir a proteção da santa aos seus propósitos e aos seus desejos de vitória no pleito de outubro. Cutrim aproveitou para elogiar o trabalho do prefeito no resgate da grandiosidade da festa e na visão de estimulá-la como instrumento do turismo religioso. “Positivamente, pelo público que vemos aqui, está é uma celebração grandiosa”, reconheceu o parlamentar.

O presidente Rafael Cruz, falando em nome do povo que representa na Câmara, destacou a calorosidade e o espírito de acolhimento que caracteriza os coelho-netenses, a demonstração de fé religiosa, a confiança na padroeira e a contribuição dada ao sucesso da confraternização cristã. “Esse testemunho de fé fortalece nossa crença e nossa determinação em trabalhar em favor do bem-estar do povo, estimulando nossa dedicação pela construção de melhores dias para todos”, concluiu o vereador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.