Celebração e saudosismo no lançamento do II Concurso Nordestino do Frevo

Cerimônia contou com apresentação do compositor Getúlio Cavalcanti, homenageado da segunda edição do certame.

Entusiastas e compositores do ritmo pernambucano por excelência, o frevo, estiveram presentes na noite desta segunda-feira (18), no Cinema da Fundação/Museu, para o lançamento do II Concurso Nordestino do Frevo. Aberta ao público, a cerimônia de apresentação do prêmio que promove e incentiva a produção do gênero musical contou com uma apresentação cheia de entusiasmo do compositor Getúlio Cavalcanti, homenageado nesta segunda edição do certame.

Personalidade do folia de momo, Getúlio regeu a plateia ao som dos seus clássicos e da canção “É fantasia”, composição com a qual venceu a categoria Frevo de Bloco na edição passada do concurso. Emocionado, ele agradeceu a homenagem realizada pela Fundação Joaquim Nabuco. “Me sinto muito honrado por isso, eu que gosto de fazer poeira pelos blocos, pelas ruas”, brincou o compositor, que já acumula 30 prêmios em concursos de música carnavalesca em seus 60 anos de carreira artística.

Antes de interpretar cada música, acompanhado por um coral formado por sua filha e sua neta, Getúlio contou a história das composições e dos carnavais de antigamente. “Escuta Boêmio”, por exemplo, foi apresentada no primeiro concurso de frevo que participou aos 20 anos, ao lado de baluartes do gênero musical. “Eu fui defender a minha música e fiquei em terceiro lugar em frevo-canção, só que o segundo foi Nelson Ferreira e o primeiro foi Capiba. Na mesa julgadora, havia figuras como Aníbal Fernandes, Mário Melo e o dono desta casa, Gilberto Freyre”, relembrou com saudosismo.

Concurso

Neste ano, além dos já tradicionais prêmios para os melhores frevos de rua, de bloco e canção, foi criada a categoria frevos livres instrumentais, além do retorno dos prêmios de melhor intérprete e arranjo. Ao todo, serão R$ 92 mil em premiação, com os 12 vencedores sendo conhecidos em novembro em uma celebração especial, realizada pela Fundaj. Os inscritos precisam ser residentes do Nordeste e as músicas devem ser inéditas. O edital já está disponível, pelo site oficial do evento (www.concursonordestinodofrevo.com.br). Já as inscrições poderão ser submetidas a partir do dia 30 de julho, pelo mesmo endereço.

Os compositores terão até 22 de agosto para participar. As obras premiadas farão parte do acervo do Centro de Documentação e de Estudos da História do Brasil (Cehibra), somando-se, assim, ao maior acervo fonográfico da Região Nordeste. As histórias das composições e de seus criadores serão registradas em um livro publicado pela Editora Massangana da Fundaj, assim como o da primeira premiação.

O Concurso Nordestino do Frevo é uma importante ferramenta de preservação desse ritmo que é Patrimônio Imaterial da Humanidade. “O concurso vem com uma estratégia importante de incentivar essa produção, incentivar também a busca por essa memória do que já existe, porque para fazer frevo é preciso escutar frevo”, afirmou o coordenador do Centro de Documentação e Pesquisa da fundação, Lino Madureira.

Nesta edição, o concurso acontece em duas etapas. A partir da homologação das inscrições, 15 obras serão pré-selecionadas em cada uma das quatro categorias. Posteriormente, essas músicas serão avaliadas por uma comissão, que elegerá as três vencedoras.

Lançamentos
O evento também marcou o lançamento do álbum com as músicas vencedoras da primeira edição do concurso e do e-book “Ao compasso do frevo”, publicado pela Editora Massangana com a história das canções e dos compositores premiados no último ano. O material pode ser acessado gratuitamente no site oficial do concurso, em https://www.concursonordestinodofrevo.com.br/

Premiação:
Frevo de Rua – R$ 10 mil para o 1º lugar; R$ 8 mil para o 2º lugar, R$ 6 mil para o 3º lugar
Frevo de Bloco – R$ 10 mil para o 1º lugar; R$ 8 mil para o 2º lugar, R$ 6 mil para o 3º lugar
Frevo Canção – R$ 10 mil para o 1º lugar; R$ 8 mil para o 2º lugar, R$ 6 mil para o 3º lugar

Frevo Livre Instrumental – R$ 10 mil para o 1º lugar
Melhor Arranjo – R$ 6 mil para o 1º lugar
Melhor Intérprete – R$ 4 mil para o 1º lugar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.