Jogo baixo: Adversários se desesperam e entram com pedido de cassação contra o prefeito Luciano usando, sem autorização, nome de eleitora dele

 

No voto não conseguiram tirar a eleição do Luciano, e agora tentam de todas as formas desestabilizar a gestão. A última foi entrar com um pedido de cassação em nome de uma pessoa que nem sabia do pedido, para terminar de completar ainda falsificaram a assinatura no documento. O que eles não sabiam é que tinham escolhido o nome de uma eleitora do prefeito Luciano.

Veja o pedido de cassação:

A mulher cujo nome foi utilizado para fazer o pedido de cassação do mandato do prefeito de Pinheiro é Luciane Pereira Costa, moradora da zona rural do município. Luciane ficou sabendo que seu nome constava como autora do pedido de cassação, através de um programa de rádio onde o apresentador leu o pedido e citou o nome da autora, imediatamente após saber do ocorrido Luciane registrou boletim de ocorrência na delegacia regional.

Confira o pedido o boletim de ocorrência:

O pedido de cassação foi registrado na câmara de vereadores de Pinheiro no dia 08 de julho de 2022, no entanto a assinatura que consta no documento não é de Luciane. Ela diz desconhecer o pedido e informa ainda que é eleitora do prefeito Luciano Genésio.
Veja a assinatura as duas assinaturas: e a

“Eu jamais faria isso contra o meu prefeito, sou eleitora dele e outra não tenho entendimento de leis para redigir um documento como esse pedido de cassação. Estou muito chateada com essa situação, espero que a justiça tome as providências e descubra quem está usando meu nome e documento pessoais de forma indevida”, disse Luciane.

A pessoa que usou os documentos e falsificou a assinatura da Luciane irá responder por Falsidade Ideológica, crime previsto no artigo 299 do Código Penal, com pena que pode chegar a 5 anos de reclusão e multa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.