Carlos Brandão: Falando com sabedoria, ensinando com amor

Mais um carnaval chega ao fim. Mais um em que enfrentamos uma pandemia. Mais um em que não pudemos expressar toda a alegria que a festa desperta. Não vivemos dias tranquilos, infelizmente. Sou um católico praticante, pacifista por natureza e alguém que crê no melhor das pessoas. Distante geograficamente, torço muito para que os países envolvidos no conflito do Leste Europeu baixem as armas, cessem as lutas e se voltem para o futuro. Assim, com pandemia controlada e num mundo sem guerra, podemos brincar em paz, novamente.

Mas como escrevi antes, chegamos ao término do período carnavalesco. Aí, chega a Quarta-feira de Cinzas trazendo a Campanha da Fraternidade que, este ano, aborda o tema Fraternidade e Educação. O lema é bíblico, extraído de Provérbios 31,26: “Fala com sabedoria, ensina com amor”. Sei de que essa é uma iniciativa da Igreja Católica. No entanto, a reflexão pode ser ampliada, independentemente de religião. Afinal, é uma discussão do nosso dia a dia. Tem a ver com família e é uma maneira de restaurar, viver e fortificar a espiritualidade. Concordo que a educação não pode ser vista apenas como um ato da escola, e sim como um processo que envolve a comunidade. Educar deve ser tarefa de todos. Além disso, necessita de quanto investimento for necessário. É primordial que seja tratada, sempre, com prioridade.

No Maranhão, em nosso Governo, tratamos a educação com a atenção que merece. Um bom exemplo é o Escola Digna, que chegou aos 217 municípios, se tornando o maior programa de investimentos educacionais da história do Maranhão e o maior em execução no país. Entre reconstrução, construção, reforma, ampliação e revitalização, foram cerca de 1.400 equipamentos educacionais colocados à disposição da comunidade. Isso, entre escolas, bibliotecas, quadras esportivas e faróis. Outra boa lembrança é a nossa rede de ensino integral que possui cerca de 25 Iemas – incluindo um bilíngue – e 55 Centros Educa Mais.

E vamos iniciar, agora em março, as operações do segundo Iema bilíngue, dessa vez em Santa Inês. São quase 30 mil alunos com acesso a estruturas modernas, professores qualificados e uma gama infinita de possibilidades. E o esforço de nossos educadores nos tem rendido boas notícias.

Tendo como base os números de 2020 e 2021, o Maranhão se tornou o segundo estado do Nordeste com maior índice de retomada às atividades escolares. Mais de 11 mil jovens, que estavam fora da escola, foram rematriculados em unidades escolares por todo o estado. Garantir que todos estejam na escola é uma responsabilidade de todos nós. Nesse caso, os números são fruto de uma ação conjunta entre Estado, município e sociedade. Todos envolvidos na construção de um projeto que vem mudando a cara do Maranhão. A educação forma cidadão.

Assim como pede a CF 2022, também entendemos a importância da educação como instrumento de inclusão, construção e pluralidade. E se hoje já a tratamos como prioridade, continuará sendo. Seguiremos com os corações voltados para a paz, investindo na educação, falando com sabedoria e ensinando com amor.

*Vice-governador do Maranhão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.