São Domingos do MA: Tratorzão investe nos jovens e empreendedores

 

O prefeito de São Domingos do Maranhão, Kleber Alves de Andrade (Tratorzão), instalou o Programa Jovem Aprendiz e, em parceria com o SEBRAE, campanha para capacitar empreendedores. As ações se destinam a formar mão de obra especializada para aproveitamento da mocidade ociosa nas atividades econômicas. No caso dos empreendedores, para orientar a criatividade dos que pretendem ter seu próprio negócio.

A ação social, a cargo da Secretaria Municipal de Assistência Social, objetiva combater o trabalho infantil e oferecer aos jovens a oportunidade de serem preparados para obter inclusão no mercado de trabalho, mas prontos a desenvolverem suas atividades. 16 empresas apresentaram-se a absorver esta mão de obra, com a segurança e o respeito aos direitos dos candidatos. A iniciativa do governo municipal recebeu pronta adesão dos órgãos públicos e privados.

Nos moldes do programa Meu Primeiro Emprego, o projeto ajuda o empresariado a admitir força de trabalho capacitada para as vagas que o mercado oferece, mas com falta de candidatos habilitados. Daí a satisfação manifestada pela empresária Niele Cristina e o marido Carlinhos (os dois atuam no ramo fármaco). Eles confessaram a alegria de poder contribuir para o mercado de trabalho com a oferta de oportunidades de emprego.

Apoio à família/resgate – Mais apoio o governo municipal recebeu do delegado de Polícia Civil, o advogado Otávio Chaves. Ele considerou o evento como de grande importância para a política de orientação social dos jovens e a ocupação do tempo livre destes, utilizado para lhes ser ofertado preparo profissional. Além de erradicação do trabalho infantil, a iniciativa tira das ruas jovens ameaçados de riscos.

A secretária de Ação Social. Elisângela Queiroz, agradeceu a sociedade, em especial o segmento empresarial, pela mobilização e o apoio. Todos os preparativos do programa até o lançamento agora transcorreu em 30 dias. Ele revelou um aspecto importante do programa: a retirada do menor da atuação ilegal requer apoio à família, pois muitas vezes o menor dá sustento ao lar com seu trabalho irregular. Está anunciada uma Conferência Municipal de Assistência Social, quando comunidade e poder público discutirão metas dessa política.

A secretária de Educação, Tárcia Karlene de Oliveira, festejou outro feito, com a parceria da Assistência Social: o resgate de 500 alunos que haviam se evadido da sala de aula por ocasião da pandemia, recuperados pelo Busca Ativa. Os números são dos cinco meses recentes, quando o quadro clínico melhorou no município e foi possível recuperar até mesmo os que haviam abandonado as atividades remotas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.