Com nota 3,6 no Ideb, Cururupu fica entre as piores avaliações no Maranhão

Os dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) divulgados pelo Ministério da Educação, nesta terça-feira (15), acende um alerta vermelho e coloca o município de Cururupu entre os piores do Maranhão na avaliação da qualidade do ensino da rede municipal, e comprovam que a qualidade do ensino de responsabilidade do município estão piorando, o município não conseguiu melhorar seus índices nos últimos dois anos, período de avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), o mais importante do Brasil que acontece desde de 2007 a cada dois anos, ou seja, os dados de Cururupu divulgado ontem (15), refletem a situação do município de 2017 a 2019.

Com nota 3,6 Cururupu se iguala a municípios como Serrano do Maranhão, que tem um dos piores IDH do Brasil, bem como de municípios como Fernando Falcão, Gov Newton Bello, Humberto de Campos, Nova Iorque 3,6, Palmeirândia 3,6, Pio XII 3,6, Raposa 3,6, São Mateus do MA 3,6 e Sucupira do Riachão, todos esses municípios amargam a triste posição de número 153 no ranking. A melhor posição alcançada pelos municípios do Maranhão ficou com a pequena cidade de 10 mil habitantes Lago do Junco, com nota 5,3. No final dessa matéria a lista com as notas dos municípios do Maranhão, e suas respectivas posições no ranking.

Ideb é o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, criado em 2007, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), formulado para medir a qualidade do aprendizado nacional e estabelecer metas para a melhoria do ensino.

O Ideb funciona como um indicador nacional que possibilita o monitoramento da qualidade da Educação pela população por meio de dados concretos, com o qual a sociedade pode se mobilizar em busca de melhorias. Para tanto, o Ideb é calculado a partir de dois componentes: a taxa de rendimento escolar (aprovação) e as médias de desempenho nos exames aplicados pelo Inep. Os índices de aprovação são obtidos a partir do Censo Escolar, realizado anualmente.

As médias de desempenho utilizadas são as da Prova Brasil, para escolas e municípios, e do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), para os estados e o País, realizados a cada dois anos. As metas estabelecidas pelo Ideb são diferenciadas para cada escola e rede de ensino, com o objetivo único de alcançar 6 pontos até 2022, média correspondente ao sistema educacional dos países desenvolvidos.

Rede estadual

Os dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) divulgados pelo Ministério da Educação, nesta terça-feira (15), comprovam que as escolas mantidas pelo governo do Maranhão, portanto escolas estaduais, tem mantido sua trajetória de crescimento na qualidade da educação pública. O Estado conseguiu, mais uma vez, melhorar o seu índice, atingindo o Ideb de 3,7. É o terceiro melhor do Nordeste e, na rede estadual em São Luís, ultrapassou a projeção do Ministério da Educação, figurando entre as 6 melhores colocações no País, com 4,1.

Esta é a maior marca já alcançada na história das escolas da rede pública estadual maranhense, representando um crescimento de 32% em relação a 2013. A partir de 2015, o Ideb da rede estadual segue em crescimento, o que para o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, decorre dos investimentos na área da Educação, por meio do Programa Escola Digna.

“Mantemos uma trajetória de crescimento em três ciclos avaliativos, o que demonstra que estamos percorrendo um caminho certo, de desenvolvimento, que comprova a melhoria da aprendizagem dos estudantes. Para chegar a este resultado, investimos em oferta de formação continuada aos professores, melhoria dos ambientes escolares, criação da rede de educação em tempo integral, entre muitas outras ações que o governador Flávio Dino tem priorizado nesses 5 anos em que está à frente do Estado”, destacou.

Desde 2013, o Maranhão cresceu 0,9 ponto nas três últimas edições do Ideb, representando o 4º maior crescimento de uma rede estadual, entre 2013 e 2019. “O Maranhão está acelerando e recuperando o tempo perdido”, completa Camarão.

Na região Nordeste, o índice de 3,7 mantém o Maranhão entre os três primeiros estados da região, ficando atrás apenas de Pernambuco (4,4) e Ceará (4,2), que já possuem uma trajetória de investimentos na educação pública, há muitas décadas.

IDEB 2019 – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica- Redes Municipais do Maranhão – ANOS FINAIS do EF (6° ao 9° ano)
Fonte: Mec/Inep/15/09/2020

1. Lago do Junco 5,3
2. São Pedro dos Crentes 5,2
3. Alto Alegre do Pindaré 5,1
3. Arari 5,1
3. Benedito Leite 5,1
3. Porto Franco 5,1
3. Timon 5,1
8. Campestre do MA 5,0
8. Cedral 5,0
10 . Formosa da Serra Negra 4,9
10 . Lagoa do Mato 4,9
10. Lago dos Rodrigues 4,9
10 . Marajá do Sena 4,9
14 . Alto Parnaíba 4,8
14. Barão de Grajaú 4,8
14 . Trizidela do Vale 4,8
17 . Carutapera 4,7
17. Dom Pedro 4,7
17. Fortaleza dos Nogueiras 4,7
17. Nova Colinas 4,7
17 . Tasso Fragoso 4,7
22 . Estreito 4,6
22. Passagem Franca 4,6
22. Sambaíba 4,6
22 . São João dos Patos 4,6
22 . São José de Ribamar 4,6
22. S Raim das Mangabeiras 4,6
28. Esperantinópolis 4,5
28. Godofredo Viana 4,5
28. Governador Archer 4,5
28 . Governador Eugênio Barros 4,5
28 . Igarapé Grande 4,5
28. Junco do MA 4,5
28. Loreto 4,5
28. Matões 4,5
28 . Miranda do Norte 4,5
28 . Pinheiro 4,5
28 . Rosário 4,5
28 . S Antônio dos Lopes 4,5
28 . S Domingos do Azeitão 4,5
28 . Vargem Grande 4,5
42 . Bacabal 4,4
42 . Buriti Bravo 4,4
42 . Capinzal do Norte 4,4
42 . Gonçalves Dias 4,4
42 . Presidente Sarney 4,4
42 . Santa Rita 4,4
48 . Axixá 4,3
48. Itinga do MA 4,3
48 . Olho d’Água das Cunhãs 4,3
48 . Parnarama 4,3
48 . Riachão 4,3
48. São Francisco do Brejão 4,3
48 . Sítio Novo 4,3
48 . Tutóia 4,3
48 . Vila Nova dos Martírios 4,3
57 . Amapá do MA 4,2
57 . Bacabeira 4,2
57 . Balsas 4,2
57 . Barra do Corda 4,2
57. Cândido Mendes 4,2
57. Carolina 4,2
57 . Guimarães 4,2
57. Imperatriz 4,2
57. João Lisboa 4,2
57 . Pastos Bons 4,2
57. Poção de Pedras 4,2
57. Santa Luzia 4,2
57 . São Bento 4,2
70 . Cachoeira Grande 4,1
70 . Feira Nova do MA 4,1
70 . Graça Aranha 4,1
70. Lima Campos 4,1
70. Matões do Norte 4,1
70 . Monção 4,1
70. Nina Rodrigues 4,1
70 . Paço do Lumiar 4,1
70 . Paulino Neves 4,1
70. Pedreiras 4,1
70 . Peri Mirim 4,1
70. Porto Rico do MA 4,1
70 . Presidente Vargas 4,1
70 . Santana do MA 4,1
70 . São Francisco do MA 4,1
70 . São João do Paraíso 4,1
70. Satubinha 4,1
70 Tufilândia 4,1
70 . Vitória do Mearim 4,1
89. Açailândia 4,0
89 . Bacuri 4,0
89. Mirinzal 4,0
89 . Paulo Ramos 4,0
89. São Bernardo 4,0
89 . São Domingos do MA 4,0
89. São Roberto 4,0
89 . Timbiras 4,0
89. Viana 4,0
89 Zé Doca 4,0
99. Bequimão 3,9
99 . Bom Jardim 3,9
99. Bom Lugar 3,9
99. Buriticupu 3,9
99 . Cajari 3,9
99 . Caxias 3,9
99. Codó 3,9
99. Fortuna 3,9
99. Gov Edison Lobão 3,9
99. Icatu 3,9
99. Itapecuru Mirim 3,9
99 . Luís Domingues 3,9
99. MAzinho 3,9
99. Mata Roma 3,9
99. Montes Altos 3,9
99. Nova Olinda do MA 3,9
99. Pedro do Rosário 3,9
99. Presidente Juscelino 3,9
99. Primeira Cruz 3,9
99 . São Luís 3,9
99. S Raim do Doca Bezerra 3,9
99. Sucupira do Norte 3,9
99. Turiaçu 3,9
122. Apicum-Açu 3,8
122. Araguanã 3,8
122. Barreirinhas 3,8
122. Cidelândia 3,8
122. Davinópolis 3,8
122. Lajeado Novo 3,8
122. Milagres do MA 3,8
122. Penalva 3,8
122. Presidente Médici 3,8
122. Santa Luzia do Paruá 3,8
122. São José dos Basílios 3,8
122. S Pedro da Água Branca 3,8
122. Tuntum 3,8
122. Turilândia 3,8
136. Bernardo do Mearim 3,7
136. Bom Jesus das Selvas 3,7
136. Buritirana 3,7
136. Chapadinha 3,7
136. Coroatá 3,7
136. Grajaú 3,7
136. Itaipava do Grajaú 3,7
136 Jatobá 3,7
136. Lago da Pedra 3,7
136. Lago Verde 3,7
136. Matinha 3,7
136. Olinda Nova do MA 3,7
136. Pirapemas 3,7
136. Santa Inês 3,7
136. São João do Soter 3,7
136. S Luís Gonzaga do MA 3,7
136. Vitorino Freire 3,7
153. Boa Vista do Gurupi 3,6
153. Colinas 3,6
153. Cururupu 3,6
153. Fernando Falcão 3,6
153.Gov Newton Bello 3,6
153. Humberto de Campos 3,6
153. Nova Iorque 3,6
153. Palmeirândia 3,6
153. Pio XII 3,6
153. Raposa 3,6
153. São Mateus do MA 3,6
153. Serrano do MA 3,6
153. Sucupira do Riachão 3,6
166. Água Doce do MA 3,5
166. Amarante do MA 3,5
166. Anajatuba 3,5
166. Araioses 3,5
166. Brejo 3,5
166. Buriti 3,5
166. Central do MA 3,5
166. Governador Luiz Rocha 3,5
166. Jenipapo dos Vieiras 3,5
166. Joselândia 3,5
166. Lagoa Grande do MA 3,5
166. Magalhães de Almeida 3,5
166. Maracaçumé 3,5
166. Morros 3,5
166. Pindaré-Mirim 3,5
166. Presidente Dutra 3,5
166. Santa Helena 3,5
183. Alto Alegre do MA 3,4
183. Belágua 3,4
183. Coelho Neto 3,4
183. Duque Bacelar 3,4
183. Igarapé do Meio 3,4
183. Mirador 3,4
183. São João Batista 3,4
183. São João do Carú 3,4
191. Anapurus 3,3
191. Arame 3,3
191. Centro do Guilherme 3,3
191. Peritoró 3,3
191. Santa Quitéria do MA 3,3
191. Santo Amaro do MA 3,3
191. Sen Alexandre Costa 3,3
191. Urbano Santos 3,3
199. Afonso Cunha 3,2
199. Aldeias Altas 3,2
199. Bacurituba 3,2
199. Centro Novo do MA 3,2
199. Paraibano 3,2
199. S Benedito do Rio Preto 3,2
199. São Vicente Ferrer 3,2
206. Brejo de Areia 3,1
207. Cajapió 3,0
207 Cantanhede 3,0
207. Conceição do Lago-Açu 3,0
207. Senador La Rocque 3,0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.