Buriticupu : Prefeito Zé Gomes pretende endividar ainda mais o município e encaminhou projetos de reparcelamento de dívidas (10/2020) e de abertura de crédito orçamentário (11/2020) para serem aprovados na câmara

O prefeito de Buriticupu deve R$ 27.000.000, ao ao IPSEMB Instituto de Previdência Municipal e agora quer fazer um parcelamento para descontar em 60 meses no FPM. Este débito já foi parcelado, mas não foi pago e novamente parcelado e agora o prefeito quer parcelar novamente. O prefeito usou esse dinheiro para contratar funcionários com o compromisso de votar no candidato do prefeito nesta eleição de 2020. Na eleição de 2016 tinha mais de 2.700 funcionários contratados e agora o prefeito quer repetir a estratégia novamente. Para tentar fazer esta ilicitude, o prefeito Zé Gomes solicitou uma sessão extraordinária para esta ultima sexta-feira (31), que foi adiada em razão das manifestações ocorridas para inviabilizar a sessão Para convocar a sessão, é necessário aprovação da pela Comissão de Constituição e Justiça e também não deu o prazo regimentar de 72 horas.

Tentou fazer uma extraordinária REMOTA depois de ter feito 2 sessões normais. No período eleitoral esse projeto não pode ser votado porque é proibido. Se o projeto for aprovado na câmara de vereadores, o atual prefeito estará inviabilizando a próxima gestão. O prefeito Zé Gomes passou 8 anos sem pagar, e agora quer transferir a conta para o próximo gestor. O prefeito deve 27.000.000,00 para o IPSEMB e este é o terceiro parcelamento q ele faz do mesmo dinheiro, ou seja parcela para ficar adimplente mas não paga. Durante 8 anos o presidente do IPSEMB Francisco Dias seu aliado político não o denunciou e muito menos o acionou pela falta destes pagamentos, comprometendo o ativo do fundo.

Além de omisso o presidente Francisco Dias foi conivente neste rombo que o prefeito fez durante 8 anos E na calada da noite o presidente da Câmara Aristides Pereira da Silva Neto seu aliado mor tenta fazer uma sessão extraordinária Remota, depois de ter feito duas sessões presencial, além de não ter passado o projeto do prefeito na Comissão de Constituição e Justiça ou seja atropelou o regime da casa, Além disso, o prefeito José Gomes não cumpre o plano de cargos e carreiras que o município tem aprovado.

O prefeito está encaminhando outro projeto de Reparcelamento e Parcelamento dos Débitos (010/2020) e de abertura de Crédito Adicional Especial Junto ao Orçamento do Município (011/2020) para ser aprovado mostrando somente as suplementações e não o que ele deduziu a programas que não constam no orçamento. Se for anulação não é credito especial. Anulação de dotação sai de um lugar pra outro, então tem que constar as que foram anuladas e as suplementadas. O projeto tem erros de elaboração.

PL EXECUTIVO Nº 011-2020

PL EXECUTIVO Nº 10-2020

Veja os vídeos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *