Assis Ramos faz na saúde o que queria fazer com as ruas de Imperatriz: transferir a responsabilidade para Flávio Dino

Na semana passada, o prefeito de Imperatriz Assis Ramos gravou um vídeo em que cobra do Governo do Estado asfaltamento de uma rua da cidade, que na verdade é de sua responsabilidade. Se na infraestrutura ele não conseguiu esconder sua incompetência, na saúde Assis conseguiu jogá-la no colo do Executivo Estadual.

A saúde municipal de Imperatriz está passando por uma crise sem precedentes na história da cidade. E não fosse a Unidade de Pronto Atendimento Bernardo Sayão, vinculada à Secretaria de Estado da Saúde, a situação estaria ainda mais caótica. Como Assis Ramos não está dando conta de manter as unidades hospitalares municipais, está cabendo ao governo Flávio Dino suprir a incompetência do prefeito.

A UPA da Bernardo Sayão contabilizou cinco mil atendimentos acima da média mensal pela incompetência da Prefeitura. Desde o incêndio ocorrido, o Hospital Municipal – que já vinha trabalhando de forma precária – teve situação piorada.

A UPA São José – também administrada pela prefeitura –está limitada a receber muitos destes pacientes devido a falta de medicamentos, material de insumos básicos e atrasos salariais.

Se não conseguiu, mesmo com sua postura oportunista, esconder a incompetência acusando o governador por este não tapar os buracos das ruas de Imperatriz, na área da saúde Assis Ramos demonstra incapacidade de gestão e transfere o que é de sua responsabilidade para o governo Flávio Dino. Fonte: Blog do Gilberto Lima

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.