FAMILIARES E AMIGOS DE JOVEM ASSASSINADO A TIROS NA CIDADE OLÍMPICA REALIZAM PASSEATA POR JUSTIÇA NO PRÓXIMO DIA 28

Familiares e amigos do jovem Erick Wilian Barbosa Dias, de 17 anos, assassinado a tiros no dia 27 de agosto deste ano, irão fazer uma passeata no próximo sábado (28), às 15h30, na Avenida 01, nas proximidades do ponto final dos ônibus, na Cidade Olímpica, em São Luís. Erick era aluno do curso de Bombeiro Civil.

Além da passeata, será realizada uma oração na residência dos familiares de Erick, na Rua 05, quadra 97, casa 09. O objetivo da manifestação é clamar por justiça e que o crime não fique na impunidade.

O assassinato de Erick Wiliam ocorreu na Rua Um, na Cidade Olímpica, no início da tarde do dia 27 de agosto. Segundo informações passadas ao blog, ele foi ao local para receber o dinheiro da venda de um quadro de bicicleta. De repente, dois homem apareceram em um carro e efetuaram disparos que teriam como alvo outro jovem identificado como “Gordinho”, que correu e escapou. Erick, que não sabia o que estava ocorrendo, ficou sem ação e terminou sendo alvejado.

O crime revoltou a família, que afirma que o garoto tinha bom comportamento e não era envolvido com suspeitos de crimes.

A venda de um quadro de bicicleta para “Gordinho”

Pelas informações obtidas pelo blog, Erick teria vendido um quadro de bicicleta para um jovem conhecido como “Gordinho” por R$ 70,00. O pagamento deveria ter sido feito no dia seguinte.

Erick passou dois meses indo à casa do devedor, mas ele nunca tinha o dinheiro para fazer o pagamento. O pai de Erick e amigos deram conselhos para que o mesmo não fizesse mais a cobrança, pois havia informações de que “Gordinho” teria envolvimento com ‘coisas erradas’.

Na segunda-feira, dia 26, véspera do crime, a mãe de “Gordinho” teria dito para Erick pegar o dinheiro na terça-feira (27), às 9h da manhã. No entanto, ao chegar ao local, a mulher disse que não tinha o dinheiro, mas que ele voltasse às 11h.

De volta ao local, de bicicleta, ele encontrou “Gordinho” sentado à porta com outros amigos.  De repente, surgiu um carro com dois homens. Um deles já desceu atirando. “Gordinho” e os outros correram, mas Erick não teve tempo de escapar dos tiros.

No sábado anterior, os assassinos haviam ido ao local para matar “Gordinho” e outros parceiros dele. Talvez seja uma rixa entre integrantes de facções rivais.

Para familiares e amigos, Erick Wiliam foi morto por engano. A polícia ainda não tem pista dos assassinos.

A partir de informações a serem passadas por “Gordinho”, a polícia poderá chegar aos assassinos. Se ele vinha sofrendo ameaças de morte, saberá informar de onde elas partiam.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *