Coelho Neto prioriza temporada junina com grupos locais

Com o objetivo de reanimar os grupos locais de manifestação cultural, principalmente os da época, o prefeito Bruno Silva determinou à Secretaria de Cultura prioridade para as brincadeiras locais durante a temporada junina. O que deu oportunidade à secretária Kinha Santos de buscar o maior número de atrações da terra e descobrir valores que esperavam a chance de dar seu testemunho e sua contribuição.

“Isto nos deu oportunidade de descobrir e estimular vocações que passam a receber maior atenção do poder público local”, admitiu a secretária. Entre as justificativas apresentadas para o procedimento adotado está o fato, em face da pandemia e da total paralização das atividades, as manifestações estavam sem qualquer incentivo. O apoio municipal permitiu a retomada das atividades e a expectativa de não sucumbirem ao isolamento.

Atrações – Entre as atrações destacou-se o Brilho de Coelho Neto, bumba-boi com 20 anos de existência. Ele se constituiu num dos grandes atrativos do público que prestigiou o arraial. A festa teve duas etapas: a da zona rural, para proporcionar a mesma satisfação aos residentes na região que a da sede; e a da zona urbana. Ambas atraíram visitantes e deram seu quinhão ao êxito da temporada, encerrada na quinta-feira, 30 de junho.

O “São João da Gente” apresentou, entre outros atrativos, o Forró Samanta Lima, Dinas e Banda e Banda Sacode. No capítulo bumba-boi destaque para o Brilho Estudantil de Coelho Neto, formado por alunos da Escola “Benedito Duarte”, A proposta é incutir no espírito da mocidade estudiosa a satisfação pela brincadeira, transformando a juventude em mantenedora das tradições.

Resistência – A brincadeira tem mais de 10 anos, sempre com o público estudantes da escola e com todas as toadas de autoria do professor José Augusto dos Santos Rocha, um caçador de talentos, mestre e cultor das tradições locais. Ao longo da existência do boi, sua missão é atrair o interesse dos estudantes para a história da manifestação, sua importância cultural e a preservação da atividade. A coreografia está cargo do professor Erisvaldo.

O brincadeira da unidade local da APAE (Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais) também se constituiu em atração especial, pela performance dos seus brincantes. A professora Emanuella Ferreira traduziu a alegria do grupo, também inativo por dois aos e retomando sua participação na vida ativa do município. Ela agradeceu ao prefeito e aos organizadores do arraial pela oportunidade de colocar o seu grupo especial em sintonia com a alegria a temporada.

Idosos – O segmento da melhor (terceira) idade também abrilhantou o arraial do “São João da Gente” de Coelho Neto. Os idosos foram apresentados pela secretária municipal de Ação Social, Sonia Maria, sob a guarda de quem participam de atividades recreativas, esportivas e fisiculturais. A Quadrilha Balança Mas Não Cai é acompanhada pelo Serviço de Convivência, o mesmo que organiza o setor de danças típicas (carimbo), apresentado por crianças e adolescentes assistidos pelo SC.

Para a secretária a sensibilidade do prefeito, ao olhar para essas pessoas em situação de vulnerabilidade social, é algo digno ser exaltado, considerando o alento que esse estímulo oferece para os assistidos. “A vida destas pessoas, acompanhadas pelo nosso serviço social, apresenta níveis de satisfação consideráveis. Elas têm seu comportamento profundamente melhorado, para alegria dos seus familiares”, observa Sonia Maria.

O vereador Rafael Cruz destacou a organização do arraial, o trabalho da equipe operacional, a garimpagem dos valores culturais que constituíram as manifestações apresentadas; mas, sobretudo, a sensibilidade e o apoio do prefeito Bruno Silva, que soube armar uma equipe também sensível e atenta ao que de mais importante deva ser observado numa promoção dessa ordem. Ele elogiou a segurança oferecida ao público presente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.