Seminário de Tropicologia discute passado e futuro da Sudene

Encontro, que terá como conferencista o jornalista e escritor José Nivaldo Júnior, além de Sérgio Buarque e Ivanildo Sampaio como debatedores, será realizado no dia 28 de junho, no Campus de Casa Forte.

Criada em 1959 com o intuito de fomentar o crescimento econômico e reduzir as desigualdades regionais no Brasil, a Superintendência para o Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) é fruto da política desenvolvimentista implantada pelo governo Juscelino Kubitscheck (1856-1961), tendo como idealizador e primeiro superintendente o economista paraibano Celso Furtado (1920-2004). Desde então, ela exerceu diferentes papéis no cenário político e econômico do País.

Para debater o histórico da instituição, suas funções atuais e as perspectivas de atuação para o futuro, o Seminário de Tropicologia, iniciativa promovida pela Fundação Joaquim Nabuco, traz o tema “Sudene: Passado e Futuro”. Sob a coordenação da antropóloga e escritora Fátima Quintas, o encontro será realizado no dia 28 de junho, na Sala Gilberto Freyre, no campus de Casa Forte. A entrada é gratuita.

O evento terá como conferencista o jornalista e membro da Academia Pernambucana de Letras (APL) José Nivaldo Júnior. Também participam como debatedores Sérgio Buarque e Ivanildo Sampaio. “Nós queremos, com o seminário, tirar contribuições para indicar, sugerir ou entender os caminhos que a Sudene pode seguir para ajudar no desenvolvimento do Nordeste”, explica. Para ele, isso implica uma discussão sobre a atualização das políticas regionais. “Já se passaram mais de 60 anos e o País mudou, as instituições mudaram. A Sudene tem um papel totalmente diferente”, observa.

Serviço – Seminário de Tropicologia

Data: 28 de junho

Horário: 14h30

Local: Sala Gilberto Freyre, Campus Casa Forte

Entrada gratuita

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.