Carlos Brandão: O Maranhão não pode parar

Se tem uma frase que me move, é esta: o Maranhão não pode parar. Por tudo que construímos nos últimos anos, com muito trabalho e dedicação aos maranhenses. Ninguém pode negar os avanços que conseguimos, mesmo aquelas pessoas que, hoje, por simples questão eleitoral, se ocupam em criticar o Governo do qual sempre fizeram parte.

Seguindo minha recuperação, tenho acompanhado de perto todos os movimentos de nossa gestão. Embora o Estado esteja sob o comando interino do desembargador Paulo Velten – e quero pontuar que: com muita entrega -, não deixo de me reunir com nossa equipe e de determinar que as ações cheguem a todos. Esta semana, conseguimos antecipar o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro e continuamos avançando com obras e programas pelos municípios. Minha vontade – e quem está mais perto de mim sabe bem disso -, é de estar na estrada. Tudo ao tempo de Deus.

E desse meu querer em mostrar não apenas o que fizemos, mas, principalmente, o que queremos e vamos fazer, nasceu o movimento “O Maranhão não pode parar”, que já esteve em diversas cidades. É uma forma de caminharmos firmes no projeto rumo à sequência de trabalho que iniciamos lá em 2015. O amigo Flávio Dino – pré-candidato ao Senado -, o nosso pré-candidato a vice, Felipe Camarão, e um grande grupo de pessoas que acreditam em nosso projeto, tem realizado eventos belíssimos, que mostram a força de uma pré-candidatura que, acima de tudo, é baseada em uma história de vida pública totalmente limpa, sem nenhum processo, sem escândalos e focada no bem-estar comum. Ao eleitor, caberá comparar as trajetórias para que se escolha o melhor para o Maranhão. Confio muito no poder de análise de cada um que quer um Maranhão seguindo em frente, com a missão de gerar mais emprego e renda para a nossa gente, valorizando nossa produção e investindo em inovação e em capacitação de nosso povo.

E já estamos fazendo isso, com o maior São João realizado no estado, onde mais de 500 atrações mostram ao Brasil o melhor de nossa cultura. Isso tudo com muita segurança e organização. Tudo foi pensado de forma planejada, para movimentarmos, ao mesmo tempo, diversos setores de nossa economia.

Agora, dou uma atenção muito especial à minha saúde, com todo o apoio da minha família e de médicos extremamente competentes. E logo estarei de volta. Mas como já externei, acompanho tudo e estou presente em tempo integral, trabalhando atentamente à distância e regendo uma orquestra que se mostra bem afinada. Afinal, se há uma convicção que defendo é de que, pelo bem da cidadã e do cidadão, “o Maranhão não pode parar”.

* Governador do Maranhão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.