Cinema da Fundação volta a funcionar com a totalidade de assentos em suas três salas

Medida acompanha novos protocolos sanitários estabelecidos pelo decreto do Governo de Pernambuco, que libera a operação da capacidade máxima de público para museus, teatros e circos

O Cinema da Fundação voltará a funcionar, pela primeira vez desde o início da pandemia, com totalidade máxima de assentos em suas salas – Derby, Museu (Casa Forte) e Porto Digital (Bairro do Recife). A medida segue os protocolos estabelecidos pelo novo do decreto estadual que permite a operação com a capacidade máxima de museus, teatros, cinemas e circos.

“É uma medida muito importante porque, em algumas sessões, naquelas mais procuradas como no filme Eduardo e Mônica, as pessoas acabavam voltando, porque a limitação era em torno de 50% a 60%”, explicou Ernesto Barros, coordenador do Cinema da Fundação Joaquim Nabuco.

Os horários das sessões não serão alterados e as exigências para o uso obrigatório de máscara e passaporte vacinal com as três doses da vacina da Covid-19 continuarão mantidas. “Estaremos com dois filmes novos a partir desta semana, então é importantíssimo o cinema voltar a ter todos os seus assentos em uso. Contudo, vamos continuar com todas as outras medidas que o governo Estadual manteve”, afirma Ernesto.

Agora, a sala de cinema do Deby, volta a operar com a capacidade máxima de 160 lugares; já a sala do Museu do Homem do Nordeste, em Casa Forte, tem capacidade para 170 lugares; e a sala do Porto Digital, no bairro do Recife, possui no total 142 assentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.