Carlos Brandão: Pelo bem do Maranhão!

Poucas vezes, no papel de político, passei por uma semana tão intensa. Ser o indicado pelo grupo liderado pelo governador Flávio Dino, como representante na eleição que irá sucedê-lo, muito me honra. A confiança daqueles que nos ajudam a governar nos últimos anos só me faz acreditar que trilhamos o bom caminho. Agradeço a todas e todos por isso.

Para além do cargo que buscaremos – mas por saber que meus mais de trinta anos de vida pública e minha forma de tratar as pessoas e de gerir situações estão sendo reconhecidas. Um reconhecimento que faço questão de dividir com minha esposa Larissa e meus filhos, que sempre acreditaram que nossa luta deveria prosseguir.

O Maranhão é um gigante que conheço profundamente: cada palmo desse chão. Lembro bem, quando candidato a deputado federal, dos dias e das noites viajando para levar minha mensagem ao maior número de pessoas possível. Da forma como era recebido e as lições que ouvia das cidadãs e dos cidadãos mais simples, dos rincões mais distantes.

Experiências, necessidades, anseios, sonhos, transmitidos a mim pelo olhar; de uma boa conversa acompanhando um cafezinho; de uma caminhada pelo mandiocal; de uma lágrima que insistia em cair do rosto de quem sempre esperou ser visto. São aprendizados que se somam a tudo aquilo que vivi em casa, com pais disciplinadores, fortes, defensores do respeito ao próximo e do caminhar com honestidade. Aliás, se posso destacar algo do qual me orgulho, é exatamente o fato de, apesar de tantos e tantos cargos públicos exercidos, não responder a um único processo. Encaro isso com naturalidade. Afinal, deveria ser comum a todos, principalmente àqueles que se propõem a governar o estado que dizem amar e defender. E se tem uma coisa que aprendi, essencialmente nas tantas viagens que fiz pelas entranhas do Maranhão, é que nossa gente é sábia.

Entendo que ultrapassamos uma fase importante na construção dessa sucessão. Infelizmente, não caminharemos num sentido único, embora a maioria tenha decidido seguir conosco. Uma decisão de grupo nascida da análise de inúmeras pesquisas e da consulta feita a prefeitos, vice-prefeitos e lideranças políticas de todas as tendências e regiões do estado. Sou pré-candidato do Maranhão e não de mim mesmo ou de uma única pessoa. Nem teria força para isso. Inexistissem as mãos que se somam, seríamos incapazes de formar essa corrente tão forte que vai trabalhar pela continuidade das mudanças e pela ampliação de todas as conquistas alcançadas nesse Governo. Não podemos retroceder. A unidade, tão esperada, está resolvida nesse grupo, pela defesa da continuidade do trabalho exitoso feito até aqui. E uma decisão da maioria, como em qualquer democracia, deve ser respeitada. Os avanços foram inúmeros e, principalmente, chegaram a muitos. O que faz as pessoas acreditarem, a terem a certeza de que estamos no caminho certo e de que devemos continuar, não são frases de efeito ou benefícios políticos momentâneos. A crença vem das janelas que se abriram e que permitem a entrada da luz.

Sinto-me preparado e ciente da enorme responsabilidade que é suceder o governador que, por três vezes, foi considerado o melhor do país. Um maranhense que deixou de lado a sólida carreira de juiz federal para se lançar em um mundo cheio de incertezas, de batalhas diárias e, por vezes, de aliados que não compreendem o sentido da palavra “fidelidade”. Uma escolha motivada pelo desejo de ajudar a transformar a vida das pessoas. Seguiremos nessa missão, certos de que, com um time renovado, procuraremos honrar cada dia dedicado até aqui pelo governador Flávio Dino e sua equipe.
A todas e todos que estão conosco, mais uma vez, minha gratidão. Juntos, faremos desse estado, cada dia mais, o Maranhão de todos nós.

Vice-governador do Maranhão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.