Crime e inoperância

O estado do Maranhão, sobretudo a Região Metropolitana de São Luís, assiste a um dos períodos mais tenebrosos já registrados na história e que dão contornos de pavor, sentimento de impotência e insegurança a cada um dos mais de 7 milhões de maranhenses.

O domínio das facções em bairros, vilas e comunidades carentes, as barbáries registradas em confrontos entre rivais e a falta de capacidade das forças de segurança pública reagir, deixam o cidadão atemorizado.

No atual contexto, pelo menos uma facção das existentes, comemora com foguetório, em toda a Ilha, o aniversário de fundação.

É surreal.

Depois da explosão de fogos, vídeos e fotos circulam nas redes sociais e em aplicativos de troca de mensagens dos maranhenses, como que uma afronta ao sistema de segurança pública.

Um deboche.

Na última quinta-feira, outro episódio que mostra não só a ousadia, mas também a impotência da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Maranhão. Criminosos se deixaram ser filmados numa ação de invasão e controle de setores do bairro Camboa.

Um deles mostrou até a fachada e o interior, com detalhes, da própria residência, armas de fogo e munição em caixas ainda embaladas.

Ao cidadão, resta gritar por socorro.

Estado Maior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *