Justiça condena Claudio Cunha, empresa e mais cinco pessoas e autoriza bloqueio de quase 3 milhões

Cláudio Cunha, prefeito de Apicum-Açu, a empresa Max Comércio e Serviço LTDA-ME, José Mário Ribeiro, Ramiro José Saif Campos, Oziel Santos Silva, Beneil Costa Mendes e Douglas Fernando Silva foram condenados em Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público do Maranhão por ato de improbidade administrativa [ato ilegal ou contrário aos princípios básicos da Administração Pública no Brasil, cometido por agente público]. Recentemente, o juiz Douglas Lima da Guia, titular da Comarca de Cururupu, respondendo pela Comarca de Bacuri/MA já havia condenado liminarmente o prefeito de Apicum-Açu, e mais 6 pessoas – José Mário Ribeiro, Ananias Monteiro dos Santos, Ana Kerly Santos dos Santos, Ramiro José Saif Campos, Oziel Santos Silva e Beneil Costa Mendes ao bloqueio de quase dois milhões de reais pelo mesmo crime.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.