Comitê e frentes convocam ato “Justiça para Lula” dia 13 em São Paulo

O Comitê Nacional Lula Livre, em parceria com as frentes Brasil Popular e Povo sem Medo, vão realizar no dia 13 de outubro o ato nacional “Justiça para Lula”, em São Paulo.

Com concentração a partir das 14h na Avenida Paulista, a manifestação tem como objetivo denunciar os crimes e o lawfare que tiraram o ex-presidente das eleições de 2018 e o tornaram preso político.

Os organizadores afirmam na convocatória que “diversos materiais da #VazaJato publicados pelo The Intercept Brasil e por diferentes veículos de comunicação comprovam que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não teve um julgamento justo”.

Afirmam ainda que o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, e o procurador Deltan Dallagnol “armaram uma farsa para condenar Lula e, consequentemente, causaram danos irreparáveis, inclusive com o fechamento de milhares de postos de empregos das empresas” que foram investigadas na Lava Jato”.

0 pensou em “Comitê e frentes convocam ato “Justiça para Lula” dia 13 em São Paulo

  1. Todo o ódio das elites nacionais contra o Lula se deve ao sucesso do seu governo. Imaginavam que um ex-metalúrgico de origem humilde, que passara fome e que vivera na miséria no agreste de Pernambuco, não tinha “capacidade” para governar o país. Enganaram-se redondamente. A aprovação do presidente Lula ao final do seu mandato foi fantástica: 87% dos brasileiros julgaram ÓTIMO o seu governo. Isso fez intensificar o ódio que as elites nacionais conservadoras já nutriam contra Lula.

    Então as classes dominantes, movidas por sua intensa aversão aos pobres, começaram a vociferar contra Lula e Dilma, como cães raivosos a expelir seu babo de ódio pelos cantos da boca.

    E quando perceberam que não conseguiriam vencê-los nas urnas, então passaram a tramar o Golpe.

    Com o Golpe de 2016, o Estado democrático deu lugar a um Estado policial arbitrário, sob o comando de déspotas togados, que subverteram a ordem constitucional para condenar sem provas o ex-presidente Lula, um homem público probo, honesto e honrado, impedindo-o de participar das eleições de 2018, a qual certamente venceria no 1º turno, conforme apontavam todas as pesquisas à época.

    Ao sabor das circunstâncias e para atender a conveniências políticas, criou-se uma farsa jurídica e assim, desvirtuando-se preceitos constitucionais pétreos, negou-se ao ex-presidente Lula o DIREITO POSITIVO, reto, justo e correto, e lhe impuseram pela via de exceção o ANTIDIREITO, ilegítimo e arbitrário, cerceando-lhe a defesa e condenando-o sem provas, atendendo-se dessa forma aos interesses das classes dominantes e do capital financeiro.

    Assim fizeram com Lula. Foi condenado sem provas, levado ao cativeiro e ali amordaçado, silenciado, mantido como preso político para que não concorresse ao pleito presidencial e, mais uma vez, fosse eleito presidente do Brasil.

    Um jogo de cartas marcadas, uma grande farsa jurídica com propósitos manifestamente políticos, forjada nos porões da República de Curitiba, e que certamente será lembrada pelas gerações futuras como uma das páginas mais sujas, tristes e iníquas da história do Brasil.

    Sim, dia 13 de outubro estaremos juntos na Avenida Paulista para mais uma vez denunciar essa farsa e clamar por Justiça !!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.