Haddad comemora ida ao segundo turno e diz que quer ‘unir os democratas do Brasil’

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, comemorou na noite deste domingo (7) a ida ao segundo turno das eleições, no qual enfrentará Jair Bolsonaro, do PSL.

Após a confirmação do segundo turno, Haddad fez um pronunciamento no Hotel Pestana, em São Paulo, ao lado de aliados. Na fala, afirmou que é preciso aproveitar o segundo turno com “sobriedade” e “senso de responsabilidade”.

O petista disse que deseja “unir os democratas do Brasil”. Ele informou que já conversou com três candidatos que ficaram de fora do segundo turno: Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede) e Guilherme Boulos (PSOL).

“Nós queremos unir os democratas do Brasil, nós queremos unir as pessoas que têm atenção aos mais pobres desse país tão desigual. Queremos um projeto amplo para o Brasil, profundamente democrático, mas também que busque de forma incansável justiça social”, declarou.

“Achamos que há muita coisa em jogo no Brasil em 2018, é uma eleição incomum […] muito diferente de todas as que participamos. […] Essa [eleição] de 2018 coloca muita coisa em jogo, muita coisa em risco, o próprio pacto da Constituinte de 88 está hoje em jogo em função das ameaças que sofre quase que diariamente”, completou Haddad.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.